13.

Foi o sol, que para clarear minha cegueira, cintilou com o mais doce dos sorrisos.
Ou a lua, que tão bela, é a amada dos poetas, apaixonados por encantos.
A estrela, que guiava meus pensamentos, brilhando acima de todos: enigmática e incisiva. 
Uma luz que desanuviando meus sentidos, indicando-me à ilusão,  cobriu tudo com uma sobriedade ébria, causando toda a confusão.
Sem fuga ou escapatória, via-se a queda profunda e intensa.
Assustadora e assustada se fundindo em uma só, transformando o presente em tempo estático e o passado em esquecimento.
Sem pensar no que se vem, vive-se em torpor, que queima o peito e congela os sonhos.
Mas que acima de tudo, destrói a vida corroendo a alma.


0 comentários:

Postar um comentário

 

Metas 2015

  • Fazer 4 tatuagens.
  • Emagrecer.
  • Dar início ao projeto da minha linha de lingerie.
  • Conhecer pessoas.
  • Conhecer a mim mesma.
  • Aprender a desenhar.
  • Aprender a costurar.

Translater